UBS Fluvial de São Félix do Xingu passa por testes


UBS Fluvial de São Félix do Xingu passa por testes

Unidade Básica de Saúde deve garantir atendimento em regiões mais afastadas da Sede Municipal


Saúde, publicado em 05/05/2020

A construção da Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBS) de São Félix do Xingu, unidade que foi criada para atender a população indígena e ribeirinha no município, está em fase final de conclusão e passa por testes de flutuabilidade. De acordo com a empresa responsável, a construção da unidade foi finalizada, faltando somente a instalação dos equipamentos médicos e adaptações para garantir um melhor atendimento.

A unidade está sendo construída em Manaus, capital do estado do Amazonas, por uma empresa especializada também responsável pela construção de diversos outros barcos, e foi iniciada no final de 2018. A UBS terá capacidade de atender até 4 mil pessoas que vivem em regiões próximas ao fluxo do Rio Xingu.

De acordo com o Governo Federal, foram destinados cerca de R$ 85 milhões para a construção de barcos que devem beneficiar diversas localidades dentro da Amazônia Legal. Conforme dados fornecidos pelo Ministério da Saúde, a melhora nos atendimentos básicos significa uma evolução na produtividade do combate às endemias. “O Ministério da Saúde tem como prioridade o fortalecimento da Atenção Básica, com capacidade para solucionar até 80% dos problemas de saúde da população, o que ajuda a desafogar os atendimentos em hospitais gerais e instituições habilitadas para serviços de média e alta complexidade”, afirmou o órgão.

Caso o município cumpra as exigências do Governo Federal, o Ministério da Saúde fornece até R$ 90 mil para custeio mensal para a unidade, que deve ter, pelo menos, um médico, um enfermeiro, um técnico de saúde bucal e um bioquímico ou técnico de laboratório. Além disso, o município tem a possibilidade de adicionar outros dois profissionais da área da saúde que possuam nível superior.





Imagens relacionadas